75 3023-9999

Septoplastia

O objetivo da cirurgia é corrigir o desvio existente e desta forma aumentar a permeabilidade das fossas nasais e consequentemente melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Nem todos os doentes possuem indicação cirúrgica. Podem existir distintos graus de desvio (septo mais ou menos desviado) e ocorrer em distintas localizações. A sintomatologia é influenciada pelo grau do desvio existente e pela sua localização anatómica.

A cirurgia possui indicação nos casos em que o desvio confere queixas funcionais (ver sintomas do desvio do septo) ou estéticas (em que o desvio do septo contribui para uma deformidade do nariz).

Nos casos de desvio do septo infantil a cirurgia é apenas considerada nos casos em que existem desvios extremos do septo nasal com consequente ventilação nasal muito limitada ou deformidades do nariz muito marcadas. No caso da septoplastia na criança, como o nariz ainda está em crescimento, a técnica tem que ser muito mais conservadora e diferente da realizada no adulto. Nas crianças a indicação é pouco frequente e apenas se pondera a cirurgia em situações muito particulares. É aproximadamente a partir dos 16 anos de idade que, habitualmente, se indica a septoplastia (associada ou não a outros procedimentos).

A decisão de operar deve ser tomada pelo médico otorrinolaringologista e pelo paciente após estudo do desvio do septo através de uma videoendoscopia nasal e apoiado por outros exames complementares de diagnóstico como Tomografia Computorizada (TC) ou Rinomanometria.