75 3023-9999

Qual a idade mínima recomendada para uma rinoplastia?

18/06/2021

A cirurgia de rinoplastia pode ser indicada para os casos em que o paciente demonstra insatisfação estética, o que pode englobar dorso nasal elevado, ponta caída, falta de definição, alteração das cartilagens ou assimetrias nasais.

Mas, como todos os procedimentos cirúrgicos, o fator estético não deve ser o único fator a ser levado em consideração.

Os adolescentes, principalmente a nova geração, são muito ligados a redes sociais. Com a divulgação diária de suas fotos, as famosas selfies, são geradas comparações e insatisfações com o próprio corpo.

No caso da rinoplastia a idade mínima recomendada é em média após os 15 anos para as meninas e após os 17 anos para os meninos. As meninas se desenvolvem mais rapidamente, por isso pode ser um pouco antes.

Não existe idade máxima para realizar a cirurgia de rinoplastia. Para a faixa etária mínima, consideramos que até os 15 anos de idade os ossos do crânio ainda estão se desenvolvendo, assim como demais partes do corpo, como o nariz. Conforme a pessoa envelhece, todas as estruturas do corpo também envelhecem e as técnicas mudam dependendo da necessidade do caso do paciente.

Em pacientes de idade mais avançada, pode ser maior a necessidade de estruturação do nariz. Já em pacientes jovens, as cartilagens podem ter um mau-posicionamento, necessitando que sejam redirecionadas na cirurgia

Estudar e entender as características físicas, de etnia, e demais particularidades do paciente é imprescindível, pois cada resultado é único. É preciso entender a harmonia do rosto e a estética do nariz, a satisfação do paciente com o resultado e um bom funcionamento do nariz, caso a rinoplastia seja acompanhada de correção de algum problema respiratório.

Exames pré-operatórios que comprovem a saúde são solicitados, não apenas para menores de idade, mas para todos os pacientes. No meu consultório, temos ainda uma psicóloga disponível para uma conversas franca com os pais ou responsáveis e com o paciente para que as expectativas possam se alinhar com as possibilidades reais da cirurgia.

Efeito Nefertiti: Como funciona a técnica?

15/04/2021

Conhecida pelos seus traços de beleza, que até os dias atuais é referência na medicina estética, a rainha egípcia Nefertiti hoje dá nome a uma técnica que usa a toxina botulínica para rejuvenescer a área do pescoço a fim de evitar a formação da papada. A técnica previne e suaviza a flacidez na região e na linha mandibular, que puxam as laterais do rosto para baixo quando se contraem.

De modo geral, o rosto jovem é marcado por um formato que remete à um triângulo invertido. Com o tempo, é natural que haja a reabsorção óssea e a diminuição dos coxins gordurosos, além maior flacidez da pele, resultando na queda das estruturas faciais e na perda de definição do contorno mandibular.

Para solucionar essas queixas, é possível investir em tratamentos como o preenchimento facial e os bioestimuladores injetáveis, além da aplicação do botox no terço inferior da face – que promove o Efeito Nefertiti. O resultado é uma face e pescoço mais jovens e elegantes.

A aplicação da Toxina Botulínica é, geralmente, rápida, tranquila e os efeitos do tratamento surgem em poucos dias e duram, em média, de 5 a 6 meses.

Toxina Botulínica: Como ela funciona em nosso corpo?

09/04/2021

A Toxina Botulínica, o Botox, é famosa por auxiliar na estética, corrigindo rugas e pequenas linhas de expressão. Além de ser capaz de ajudar em problemas funcionais, como o bruxismo, disfunção da ATM e sorriso gengival. Sua função é bloquear a liberação de um neurotransmissor que funciona como uma espécie de “mensageiro” entre o cérebro e os músculos e vice-versa. Quando esse neurotransmissor é bloqueado, a mensagem do cérebro não chega até o músculo, não deixando-o se movimentar e consequentemente, ele fica mais relaxado.


As rugas que aparecem na testa, por exemplo, você já deve ter percebido que elas são mais evidentes conforme conversamos e nos expressamos. Isso porque estamos movimentando os músculos responsáveis por aquela região do rosto. Quando aplicamos o botox, fazemos aqueles músculos relaxarem evitando que se movimentem quando nos expressamos. Ou seja, as rugas não aparecem.


O Botox preventivo é uma prática em pacientes que ainda não possuem rugas profundas, com o intuito de justamente evitar o surgimento desses sulcos na pele. Independente da queixa, tenho uma solução para você que além de saudável, ficará com o rosto ainda mais bonito e harmonizado!


A ortognática pode alterar o formato do nariz?

30/03/2021

A cirurgia ortognática tem como principal objetivo corrigir deformidades ósseas identificadas na região conhecida como bucomaxilofacial, por meio do reposicionamento da mandíbula e maxila. Esse ajuste propõe a simetria da face, indicado nas situações mais complexas em que os aparelhos ortodônticos não surtem o efeito desejado.

Entre os principais casos de indicação da ortognática estão: retrognatismo mandibular (queixo muito pequeno), prognatismo (queixo muito grande), altura facial além ou aquém do considerado normal e os desvios dos maxilares.

As alterações na estrutura nasal e na harmonia do nariz com outros componentes do rosto podem ocorrer quando é preciso fazer o reposicionamento do maxilar. O grau de interferência vai depender das necessidades de correções, das características originais do paciente e da técnica utilizada.

O nariz fica bem no centro do rosto, por isso, quando está em desarmonia com as demais estruturas da face, é impossível fingir que este problema não existe. Daí o principal motivo de o paciente procurar um otorrinolaringologista especializado em cirurgia da face para restabelecer a coerência facial.

Quando a cirurgia é realizada na maxila o nariz pode mudar mas vai depender do novo posicionamento da maxila, um dos dois ossos que formam a parte central da face e constituem as arcadas dentárias superiores.

Essas mudanças podem ser minimizadas durante o próprio procedimento, através de algumas técnicas utilizadas durante a cirurgia. Por isso, sempre converso com o meu paciente para alinharmos as expectativas do procedimento com as mudanças que podem ocorrer após o procedimento. Nesse caso, sempre deixo os meus pacientes avisados que é possível haver a necessidade de fazer a rinoplastia de 3 a 4 meses depois do procedimento da ortognática.

Quem precisa fazer harmonização facial?

23/03/2021

A harmonização facial promove um alinhamento e correção de ângulos da face que trazem mais harmonia e beleza ao rosto, podendo inclusive realçar caraterísticas já existentes.


Qualquer paciente que queira melhorar a simetria da face pode fazer, respeitando as proporções faciais, tanto verticais quanto horizontais, indicando as áreas que estão em desarmonia, de acordo com a avaliação feita por mim.

Através da análise respeitando suas distâncias e ângulos, serão indicados preenchimentos em determinadas áreas, valorizando a beleza natural do paciente, seguindo seus padrões próprios de anatomia, sem exageros ou mudanças radicais. Se você fosse fazer harmonização, qual parte do rosto você gostaria de trazer mais simetria? Conta pra mim nos comentários!


O que é a septoplastia e pra quem é indicada?

09/03/2021

O desvio de septo é costuma ser comum entre os pacientes. No entanto, quando a deformidade gera obstruções crônicas, a falta da respiração predominantemente nasal afeta todos os sistemas do  organismo, comprometendo consideravelmente a qualidade de vida é necessário corrigir o problema e restabelecer o bom funcionamento do nariz, sendo possível através da septoplastia.

O septo nasal é a estrutura vertical que separa o nariz em duas cavidades, chamadas fossas nasais. Ele é composto por osso na parte anterior e por cartilagem na parte posterior, sendo coberto pela mucosa nasal. Quando o desvio compromete as funções nasais, é preciso fazer o tratamento cirúrgico. O objetivo é aliviar os sintomas e, consequentemente, melhorar a qualidade de vida.

Quando a correção do septo é necessária, a rinoplastia pode ser feita simultaneamente. Nesse caso, trata-se de uma rinoplastia funcional, um tipo de procedimento que visa corrigir tanto as disfunções funcionais, melhorando a respiração, quanto a aparência do nariz — quando existe o desejo por parte do paciente.